quarta-feira, 24 de junho de 2009

A utilização do blog como recurso pedagógico

Estou findando mais um semestre no curso de pedagogia. Quero relatar-lhes minha experiência no processo de ensino e aprendizagem nesse semestre especificamente com a disciplina "Literatura escolar para as series iniciais".
A disciplina propunha conhecermos um pouco sobre o uso da literatura para a formação de leitores ainda no processo de alfabetização.
Superamos nossas proprias expectativas, estudamos e nos impactamos com o fundo moral das historias clássicas infantis.
Pois segundo a perspectiva de um dos autores das leituras dessa disciplina em um livro chamado A psicanálise dos contos de fadas faz uma abordagem partindo dos pressupostos do psicanalista Sigmund Freud que chocou sua época com suas afirmações sobre a sexualidade humana.
Nos acadêmicos de pedagogia tivemos a oportunidade ímpar de criarmos blogs isso foi surpreendente e impactante para alguns colegas que não tiveram tanta facilidade na construção dos mesmos.
Percebi que é importante que nós educadores acompanhemos o processo de tecnologico informacional e adaptemos a nossa realidade de sala de aula.Assi teremos aulas lúdicas, interessantes aos educandos facilitando o processo de ensino e aprendizagem dos mesmos.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Quem foi meu Monteiro Lobato


Meu gosto pela leitura começou no fim da adolescência, quando eu cursava a terceira serie do ensino medio.Eu tinha por objetivo fazer as provas do vestibular,então, precisava fazer as leituras obrigatorias.

Meu professor de literatura que chamava-se Jorge incentivou-me e emprestava-me apostilas com resumos das leituras eu tirava copias e depois lia.Ele sugeriu que emprestasse livros no CENTUR( Centro de convenções de Belém) e emprestar das proprias colegas de turma.

Havia uma colega que seu pai era professor de Historia e possuía alguns livros de Machado de Assis, a mesma emprestou-me o O alienista, foi meu primeiro contato com Machado de Assis encantei-me com esse livro.
Hoje tenho gosto pela leitura e sou grata ao meu professor e a minha colega Suzyane e a equipe de professores da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Medio "Profº David Salomão Mufarrej" do ano de 2003.Desenvolvi meu senso critico, habilidade na interpretação de textos, oralidade dentro dos padrões da norma culta da lingua portuguesa, poder de persuasão.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Aulas lúdicas no ensino superior

Fui surpreendida com esse termo "Lúdico" aí começaram minhas dúvidas. Será que eu vou aprender a brincar na Faculdade? Redescobri o significado de brincar e sua importância em todas as faixas etárias. Nós adultos somos muito preconceituosos com o novo, o diferente e muito mais quando se fala em brincar com um propósito , com uma intencionalidade.
Somos criativos por natureza descobrimos o fogo, tínhamos o desejo de voar e conseguimos através da criação do nosso irmão pátrio Santos Dumont.Temos necessidades inerentes à espécie humana a diversão, lazer, comunicação, o afeto, vida em sociedade.
O brincar faz parte da cultura humana, na história do brincar percebemos por exemplo que brincar com bonecas antecede o nascimento de Cristo,as bonecas eram utilizadas em rituais releigiosos por alguns povos.Hoje foram introduzidas as brincadeiras infantis.
Entendi que o lúdico é atividade que realiazamos que nos propicia prazer ou seja, o lúdico é relativo para cada indivíduo.Porém como futura Pedagoga percebo a necessidade que nós educadores temos em sermos criativos no processo de ensino e aprendizagem dos educandos uma aula que os envolva não precisa da mais alta tecnologia ou vesti-se de palhaço.
O currículo deve respeitar a individualidade dos educandos não excluíndo os conhecimentos do currículo universalista.
Então vamos lá educadores inserir o lúdico na educação brasileira, na vida social, familiar enfim sejam lúdicos